logo_ARZB

Sobre a Aliança Resíduo Zero

A Aliança Resíduo Zero Brasil (ARZB) nasceu em setembro de 2014, a partir de uma articulação de GAIA, alinhada ao movimento internacional contra o aterramento e a incineração de resíduos. Entre os que integram a Aliança, há um longo histórico de construção de políticas públicas, projetos e outras ações voltadas para a gestão socioambiental sustentável de resíduos sólidos. 

A ARZB participou ativamente da construção da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS. Segue sua atuação produzindo debates técnicos entre especialistas na gestão de resíduos sólidos, análises como EIA-RIMAs sobre incineração e Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PLANARES), propondo Projetos de Leis e participação em audiências públicas,

Nossas frentes de atuação são:

1) Apoiar, contribuir e elaborar políticas que instituem um padrão “durável” de produção e consumo , promovendo a transição para uma sociedade ambientalmente sustentável e responsável.

2) Cobrar e apoiar o poder público para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS. Com ênfase no sistema de reaproveitamento de resíduos, com coleta seletiva em três frações – recicláveis, compostáveis, rejeito – garantindo o tratamento e disposição final diferenciada para cada categoria;

3) Promover a igualdade na cadeia de reciclagem, garantindo que as organizações autogestionárias ocupem elos do ciclo produtivo, valorizando os/as catadores e reconhecendo suas cooperativas como prestadoras de serviços.

4) Empreender legislação pertinente para o setor privado cumprir sua responsabilidade de custeio da logística reversa, proporcionais à sua produção.

5) Consolidar políticas públicas em favor da biodigestão e da compostagem, visando à recuperação ou manutenção da qualidade biológica, química e física dos solos.

6) Promove debates técnicos entre especialistas na gestão de resíduos sólidos  sobre temas pertinentes para aprofundar o conhecimento e promover trocas de experiências.