Debate: Os impactos do Acordo de Paris para o Brasil

No próximo dia 4 de março (sexta-feira), o Museu do Amanhã, em parceria com o Observatório do Clima – rede de entidades da sociedade civil que discute mudanças climáticas –, apresentam “O Acordo de Paris”, primeiro evento de avaliação sobre o Acordo do Clima, documento celebrado por 195 países do mundo em
Paris em dezembro de 2015, durante a COP21, com passos comuns a serem dados rumo a uma economia de baixo carbono. O evento destaca o significado do acordo especialmente para o Brasil.

“O Acordo de Paris” acontece no auditório do Museu, a partir das 9h, com entrada gratuita. AcordodeParisPara participar, inscreva-se aqui (até o dia 03/03).

Foram 21 anos de convenção mundial do clima até que houvesse um consenso sobre como as nações podem contribuir com a mitigação de gases do efeito estufa e adaptação às mudanças climáticas. O que propiciou este passo histórico? E o que ele significa para o futuro? A ministra do Meio Ambiente do Brasil, Izabella Teixeira, que esteve na COP21, participa do evento no Museu.

Mediado pela jornalista Sonia Bridi, o encontro será dividido em duas partes. Na primeira, um painel oferece uma explicação detalhada sobre o que, de fato, ficou decidido em Paris e que fatores contribuíram para que o acordo fosse alcançado. Em seguida, uma mesa-redonda irá debater as reverberações do acordo no Brasil em diversos aspectos – do impacto no setor financeiro à importância para a juventude.

Inscrições: acesse o formulário on-line (até o dia 03/03);
Evento aberto ao público e sujeito a lotação do espaço;
A inscrição para o evento não dá acesso às demais atrações do Museu;
Entrada no prédio pela porta lateral.

Conheça abaixo todos os participantes e temas do evento:

9h – Abertura e boas-vindas
Ricardo Piquet, diretor-geral do Museu do Amanhã.

Painel “O fim do impasse: a COP21 e um novo momento para o combate à mudança climática”
Moderação: Sônia Bridi, jornalista
9h05 – 10h35

O que foi decidido em Paris
Embaixador José Antônio Marcondes de Carvalho (a confirmar)
O papel da presidência francesa
Laurent Bili, embaixador da França no Brasil
O trabalho começa agora: traduzindo os compromissos de Paris
Carlos Rittl, secretário-executivo do Observatório do Clima
O que Paris significa para o Brasil
Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente

Abertura para debate

Mesa-redonda: “Implicações do Acordo de Paris para o Brasil”
Moderação: Sônia Bridi, jornalista
11h – 12h30

Energia
Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE)
Indústria e transportes
Celina Carpi, presidente do Conselho do Instituto Ethos e conselheira da Libra Holding
Agropecuária
Gustavo Junqueira, presidente da Sociedade Rural Brasileira
Cidades
Pedro Jacobi, presidente do Conselho do Iclei – Governos Locais pela Sustentabilidade
Juventude
Iago Hairon, coordenador do Grupo de Trabalho sobre Clima do Engajamundo

 

Fonte:Observatório do Clima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.