Aeroporto de Londrina realiza tratamento de resíduos sólidos orgânicos

Alinhado com os conceitos de conscientização ambiental, o Aeroporto de Londrina/Governador José Richa (PR) tem realizado com sucesso o tratamento de resíduos sólidos orgânicos gerados no aeroporto. Os trabalhos ocorrem em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)/Campus Londrina.

O tratamento e gerenciamento de resíduos sólidos gerados no terminal tem como objetivo a separação dos resíduos gerados, a conscientização ambiental e a redução da destinação de resíduos incorretos para centrais de tratamentos.Minhocario-SBLO-2

A técnica utilizada é a compostagem, que permite a decomposição e estabilização biológica da matéria orgânica que é transformada em adubo. O material é então utilizado na jardinagem e paisagismo em toda a área do aeroporto.

A equipe da Infraero também utiliza outro processo para o tratamento dos resíduos orgânicos, a vermicompostagem. A técnica utiliza minhocas para digerir a matéria orgânica, acelerando sua degradação. O processo da vermicompostagem é rápido e eficiente quanto à humificação de compostos orgânicos, devido ao procedimento de digestão da minhoca, resultando em um produto com alto grau de degradação e estabilização.

O coordenador de Manutenção do Aeroporto de Londrina, Fredie Bianchi, ressalta que o tratamento dos resíduos orgânicos no aeroporto é apenas um dos alicerces do gerenciamento dos resíduos no aeroporto. “Esse trabalho só é possível devido à conscientização e educação sobre a separação dos resíduos sólidos no aeroporto”, afirmou. Bianchi destaca ainda que os resíduos recicláveis são direcionados para cooperativas.

Fonte: Infraero Aeroportos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.